A Máscara  
 

Era carnaval. Tímido, usava máscara. Encontrou-se perdido no meio da multidão abraçado com um gay. Gostou. Tirou a máscara.

 
     
 
  A Mudança  
 

Deixaria de ser contador. Não acreditava nas contas que fazia e sua mulher fazia de conta que ele não contava

 
     
 
  A Nudez  
 

Ajeitou a gravata, entrou solene e foi preso. Estava nu.

 
     
 
  A Opção  
 

Estava lá debaixo da laje. Ouvia os gritos, os bombeiros tentando salvá-lo, o ar ficava rarefeito, optou por dormir; talvez, acordasse.

 
     
 
  A Posse  
 

No curso da invasão de terra, um dos posseiros viu a dona da fazenda de rifle em punho. Foram ao chão, o rifle tombou e ela tomou posse dele.

 
     
 
  A Prova  
 

Reprovada até ontem. Hoje, a aluna provocante passara na prova. Que prova!

 
     
 
  A Quadrúpede  
 

A égua era bonita, fogosa, faminta, sedenta e o cocho estava seco. O que fazer? Despetalou as rosas, uma a uma, inclinou-se sobre a crina e beijou-lhe o focinho

 
     
 
  A Queda  
 

Caminhos de descaminhos e, lá no fundo, a fogueira ardia ao meio-dia. O oleiro soprava como se fora um fole; caiu no fogo e foi servido como iguaria fina.

 
     
 
  A Recusa  
 

O Juiz leu a sentença e deu um telefonema. Queria almoçar com a ré, que recusou.

 
     
 
  A Separação  
 

O Juiz da Vara de Família abre a audiência de conciliação. - Eu quero a separação, não aceito conciliação. Ele me traía. - Pode provar? - Posso. Está aqui o disquete com os lances com a namorada virtual. O Juiz coçou a cabeça. Teria que se assessorar com o neto para decidir.

 
     
 
  Anteriores     Próximos