24 Opiniões Sobre: Crônicas

 
     
 

Título da Obra: A Justiça e Dom Quixote

 
     
 

"Meu caro João Soares Neto,.

Quisera eu ter sempre um tema tão bom como "A Justiça e D. Quixote", para ser debatido num fórum da importância como o que você cita, reunindo juízes brasileiros no Rio de Janeiro. Ele nos remonta ao fantástico país da fantasia onde, muitas vezes, podemos encontrar respostas e soluções para as duras questões que nos deparamos na realidade, principalmente àquelas que dizem respeito às injustiças. Realmente é mais que preciso, é indispensável, manter sempre vivos as utopias e os sonhos, principalmente com relação ao Brasil, um país com um povo sedento de Justiça e Democracia. E, apesar das dificuldades, como disse Vinícius de Morais, é preciso cantar, mais que nunca é preciso cantar. Grato pelo artigo e um abraço do Edson Carvalho Vidigal."

 
 

De: Edson Carvalho Vidigal é Presidente do Superior Tribunal de Justiça

 
 
 
     
 

Título da Obra: O gringo-brasileiro errou

 
     
 

Querido Joao,

Vc. escreve lindo. A leitura flui tao agradavelmente que , quando a gente menos espera, o texto acabou e ficamos com o gostinho de quero mais...

Beijos,

 
 

De: Emmanuela Campos é func. pública federal

 
 
 
     
 

Título da Obra: Conversa sem fim - TEXTO SOBRE NATÉRCIA CAMPOS

 
     
 

João,

Nenhuma admiração me causa a beleza desses seus escritos. O sei muito bom e claramente se vê, ou melhor se lê, o carinho em todas as palavras postas com muita propriedade. Texto enxuto e denso como os que ela tanto gostava de receber. Creio que não foi esquecido nada. Até me vi citada! Obrigada por me mandar e, principalmente, por o haver feito. Com toda certeza, se tivesse o dom, esse seria o texto que eu gostaria de ter escrito.

Beijos,

 
 

De: Maria Neide Lopes - Sec. de Cultura

 
 
 
     
 

Título da Obra: Conversa sem fim - TEXTO SOBRE NATÉRCIA CAMPOS

 
     
 

João,

Lindo, emocionante e verdadeiro seu texto sobre a Mamãe. Obrigada!!!

Abraço,

 
 

De: Caterina Saboya, médica analista e escritora

 
 
 
     
 

Título da Obra: Conversa sem fim

 
     
 

João Soares

Li e reli o seu artigo. É muito bonito! e li-o como pura poesia. Os sentimentos dão uma dimensão diferente das pessoas e é bom conhecer também essa sua faceta.

Acredito que todos os seus leitores o tenham entendido como uma mensagem pessoal.

Um abraço



 
 

De: Maria Helena Carvalho dos Santos - professora da Universidade Nova de Lisboa

 
 
 
     
 

Título da Obra:

 
     
 

Caro João Soares

foram muito enriquecedoras para mim suas reflexões sobre o viver, sobre o lugar importante - pode-se dizer vital? - da leitura em nossa existência. Agradeço sua generosidade de as haver compartilhado comigo.

Com apreço,

 
 

De: Malvine Zalcberg, psicanalista, crítica literária e prof. universitária

 
 
 
     
 

Título da Obra: amor incestuoso

 
     
 

Tudo bem que vc adore Fortaleza, mas endeuza-la como vc fez chega realmente a ser incestuoso, pois para ser realmente tudo o que vc queria que fosse depende de nosso esforço em comum, de pessoas com poder de mando, de politicos honestos e de empresários com vontade de transformar a inevitavel dependencia de algumas pessoas de seu quinhão tem que ter disprendimento o sr. tem?

 
 

De: Marly

 
 
 
     
 

Título da Obra: ...... leí con mucho interés el artículo escrito por Joao Soares

 
     
 

...... leí con mucho interés el artículo escrito por Joao Soares. Me gustó

mucho porqué demuestra que se trata de alguien que conoce de lo que escribe

y es constructivo al expresar su pensamiento.

Él está muy por encima de las tendencias de muchos de los que ahora se

autoproclaman periodistas y que caen en el sensacionalismo amarillista para

buscar lectores, "os jornalistas que quiseram confrontar.......", como él

mismo dice, y si bien nuestras naciones han tenido orígenes diferentes y han

evolucionado en forma propia, la sangre ibérica que ambos pueblos llevamos

en grandes sectores de nuestra población nos hace sentir la innegable

hermandad que existe entre ambos pueblos a tal grado que negarlo sería como

querer tapar el sol con un dedo.

 
 

De: Pablo Cortazar - UNAM

 
 
 
     
 

Título da Obra: IGREJA BENTA?

 
     
 

JS,

Excelente. Já tinha lido vários comentários sobre esta infeliz conclusão do nosso Papa, mas a tua ótica é perfeita, fechando com chave de ouro. "Não se pode mudar a natureza humana e os padres são homens, carentes e solitários. Um dos ensinamentos básicos aprendidos na minha fé torta foi o de que somos todos iguais e devemos cultivar a humildade. O catolicismo é maior que seus erros e os dos seus padres. O que a Igreja fez no seu ato da Congregação para a Doutrina da fé, em 29, dia de São Pedro, de junho de 2007, foi dizer que somos os escolhidos. Como fica a humildade (´melhor é ser humilde de espírito...´, Prov. 16:19) pregada por Cristo?" Estás cada dia melhor.

Bom Domingo,

 
 

De: Verônica Pinteiro é Linguísta

 
 
 
     
 

Título da Obra:

 
     
 

“João Soares Neto é o nosso Augusto Frederico Schmidt"

 
 

De: Lustosa da Costa, escritor

 
 
 
 
  Próximos